O mundo-fronteira

Paulo Eduardo Arantes é doutor em Filosofia pela Universidade Paris 10. Ele nos leva a uma reflexão sobre o mundo-fronteira. É verdade que o mundo já não é mais o mesmo desde 11 de setembro. Não é fácil, porém, dizer o que mudou. Entre tantas interpretações, gostaria de comentar uma particularmente abrangente segundo a qual a era do espaço teria chegado a seu termo, deixando claro que a Terra havia se tornado uma terra de fronteira global. Analisar a crise exige da Filosofia tanto voltar-se criticamente sobre si mesma, como lançar-se contra seus limites para mergulhar em vários aspectos da nossa experiência atual. A prática, a concepção de guerra, a articulação entre Teologia e Política, as diferentes faces da nossa modernidade e suas vertentes éticas e estéticas.

LEIA MAIS